Sei que tudo é feito de tudo e de nada.
E com esta frase começo o meu texto. São exactamente 4:18AM, e sei muito bem que amanhã tenho de ir pra faculdade às 2PM. A margem de manobra é pequeníssima visto que tenho de dormir pelo menos 8 horas para passar o dia nas mais perfeitas condições. A verdade é que ir dormir não é comigo.. e acordar também não, o que parece ser um contra-senso, mas que no entanto é bem real. Raios parta eu que vivo cheio de contradições. Quero ser rico e não tenho cunhas, para ser rico sem cunhas teria de trabalhar muito.. para trabalhar muito teria de dormir bem de modo a desempenhar da melhor forma as minhas funções, mas como não gosto de ir dormir nem de acordar, torna o dia muito mais pequeno e muito menos proveitoso. As aulas de álgebra (que são quase sempre as primeiras do dia) são a prova. O raio do dia não estica. Quando acho que dormir é perder tempo e que existe tanta coisa boa para se fazer em vez disso, as horas já vão pra lá das 2 da manhã. Depois, e como por magia, passo a achar que dormir é mesmo bom, e que não há nada por mais importante que seja que me tire da cama.. Essa magia acontece durante o sono, e quando é para acordar já estou completamente enfeitiçado com este pensamento. De modos que, e completando o raciocínio, não vou ser rico por causa da minha maneira de ver o “sono”.

Mas não é so nisto que eu sou cheio de contradições. Eu queria dizer-vos outra contradições mas ao mesmo tempo não quero!! Raios pá.. vá vou dizer: Não afinal não vou dizer. Já é tarde e tenho de ir perder um pouco mais de tempo a olhar pro nada para amanha acordar fresquinho cheio de sono. Fresquinho cheio de sono Diogo? Mas isso não é uma contradição? Não Diogo, não é uma contradição. Fresquinho porque amanhã estará realmente frio.. cheio de sono porque realmente vou ficar mais umas horas a olhar pro nada. Porra Diogo, tenho de ser eu a explicar-te tudo?

Comentando a actualidade:
Portugal apurou-se para o Europeu, que se lixem os críticos de Scolari. Com ele fomos até onde nunca tínhamos ido sem ser nos tempos de Eusébio. E para já, nunca houve ninguém que defendesse tanto o Quaresma como o mister Scolari.

Ta a dar o Curto Circuito repetido. E eu agradeço a esse grande clube desportivo que é a Sic por encher as minhas noites com programa de tão grande qualidade quando comparado com “Quando o telefone toca”.

O Benfica ganhou à Académica por 3-1, pelo que felicito esse grande canal de televisão.

Estou a ouvir o Pedro Abrunhosa a cantar. Não é uma piada, ele canta mesmo. Ou será que fala? Secalhar fala com música de fundo..

O lenços Renova são os mais fininhos para não irritar as orelhas.

Os cotonetes do Pingo Doce são os mais fofinhos para não magoar o nariz.

Mudando de assunto…

Jose Cid

Mas isto é assunto de jeito Diogo? Porra raios parta!!