Enquanto devorava bolachas de manteiga, precisamente à 5 minutos, ia pensando no que postar. 5 minutos são 300 segundos, o que à primeira vista é um tempo interminável!!! Imaginem-se a contar até 300 ao mesmo ritmo que os segundos passam.. vai parecer uma eternidade. No entanto, 5 minutos são apenas 0.83 horas. O que se faz em 0.83 horas? NADA!!
Querem uma prova? Estão agora mesmo a lê-la..
Como disse, tive 5 minutos (300 segundos, ou melhor.. 0.83 horas) a pensar no que ia postar, e está a sair esta bela quantidade de sujidade daquela.. tipo gosma!! É esta a prova, 5 minutos não deu pra pensar em nada de jeito a não ser quantidades industriais de.. NADA!
Eu até era capaz de vir para aqui falar dum filme, da porcaria que a TV passa, da minha vida.. mas digam lá que não é melhor falar de nada? Ok, não precisam de responder…
A sensação de perder uns minutos a ler nada é deveras interessante.. pelo menos limpa-nos a mente e ainda nos dá o prazer de sentir que existe alguém ainda com menos criatividade que nós próprios.

Enquanto escrevia este parágrafo acima, pensava realmente no que escrever neste post.. E já sei: “Um novo dia.. Um novo sentimento!
É isto que acontece comigo: num dia estou como que um autêntico bébé a rir de tudo e de nada, noutro estou sem interesse e cabisbaixo. É normal? Seria normal se algo me influenciasse a isso… mas não, eu, autónomo que sou, mudo de sentimentos sozinho como quem muda de cuecas (igualmente sozinho. Mudar de cuecas acompanhado é um pouco embaraçoso).
O que me leva a mudar assim? De onde vem toda esta mudança?
Penso… Penso…
Sem conclusão, penso mais um pouco…
O que nos influencia?
Todo o Universo vive de um equilíbrio. Equilíbrio esse que faz com que a Lua ande à volta do nosso planeta.. Equilíbrio esse que faz com que a nossa viagem à volta do Sol seja sabida e compreendida. São fórmulas matemáticas!!! Nós conseguimos prever tudo isso de forma exacta! Somos nós também fórmulas matemáticas? Todos diferentes, o que implica fórmulas diferentes. O nosso ADN é uma fórmula matemática, já provada. São os nossos sentimentos fórmulas? As nossas emoções, reacções, personalidades..
Somos nós seres-vivos preparados (cada um à sua maneira) para reagir de tal forma a determinada situação?
Se assim for.. não passamos de máquinas!
Cada vez mais nos descobrimos. A maneira do coração trabalhar, dos rins, pulmões, olhos, ouvidos.. tudo é compreendido pela ciência. Falta uma coisa.. o nosso cérebro. É lá que tudo se transforma a cada dia que passa.. O nosso cérebro recebe sinais, interpreta-os e reage! Não podemos negar.. nós trabalhamos à base de impulsos eléctricos, está provado..
Somos nós máquinas? Que avariam por vezes…
Não, eu não sou uma máquina!! Sou mais que isso…
De onde vem toda esta mudança?
De onde vem todo este equilíbrio?